Observatório da Imprensa

All Photos Twitter.com
O Facebook é a maior autocracia do mundo, com nada menos do que quase três bilhões de membros. Por Carlos Castilho. #OI1160 bit.ly/3m2R1iY
“Os italianos costumam dizer que o jornalismo se baseia em polêmicas”. Entrevista com Dora Nunes. Por Enio Moraes Júnior. #OI1159 bit.ly/3AXLRsv
A Semana de Jornalismo 2021, organizada pelo curso de Jornalismo da Universidade Estadual Paulista (Unesp), terá neste ano o tema “Jornalismo e os desafios profissionais em tempos de crises”. #OI1159 bit.ly/3vqniDs
Paulo Freire vive no jornalismo feito sobre, para e a partir das periferias e favelas brasileiras. Por Juliana Freire Bezerra. #OI1159 bit.ly/30BNjEG
Bolsonaro não dirá Queridxs Brasileirxs, e você? Por Norma Couri. #OI1159 bit.ly/3FSaJWq
Perguntas que a imprensa ainda não fez aos candidatos a presidente da República. Por Carlos Wagner. #OI1159 bit.ly/3BPRgTO
A pandemia do coronavírus acelerou o ritmo da uberização do jornalismo e da teledramaturgia da TV Globo com a transformação dos contratos de trabalho de repórteres, editores, produtores, atores, atrizes, diretores e roteiristas. Por Carlos Castilho #OI1159 bit.ly/3vgtVYW
No país de Bolsonaro não terá importância o maior acontecimento cultural do Brasil depois de quase dois anos de pandemia: a abertura do 45ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Por Norma Couri. #OI1159 bit.ly/3j3BcGy
A seguir, a intenção foi a de dar relevância à ação de tantos outros jornalistas pouco conhecidos ou mesmo anônimos em outros países. Por Rui Martins. #OI1159 bit.ly/2YQGPRB
Gilberto Gil: o povo sabe o que quer... Por Rui Martins. #OI1158 bit.ly/3BF0RN6
O jornal local de joelhos ao empresariado. Por João Paulo Mallmann. #OI1158 bit.ly/3lsZeN3
Em nome da precisão jornalística precisamos ser mais específicos quando falamos sobre a participação do agronegócio na disputa política. Por Carlos Wagner. #OI1158 bit.ly/3FzcS9e
A canetada nos Canais da Cidadania e a sustentabilidade do jornalismo local. Por Carlos Castilho. #OI1158 bit.ly/3mzoIrd
O povo suíço aprovou, em referendo por 64, 1% contra 35,9%, a legalização do casamento entre homossexuais ou o chamado Casamento para Todos. Por Rui Martins. #OI1157 bit.ly/3FoquUJ
PROJOR e Volt Data Lab anunciam quinta edição do censo Atlas da Notícia. #OI1158 bit.ly/3uNf8F9
Na política ou onde quisermos estar, respeite a voz das mulheres. Por Viviane Gonçalves Freitas e Lucy Oliveira. #OI1157 bit.ly/3mvOf4R
O jornalismo na era da vigilância extrema. Carlos Castilho. #OI1157 bit.ly/3Fm9hv5
Arrogância do ministro Rosário na CPI da Covid lembrou os construtores do Titanic. Por Carlos Wagner. #OI1157 bit.ly/3mmmRpD
A queda da CPI da Covid na mídia: quanto o jornalismo deve se pautar pelos Trending Topics do Twitter? Por Vinicius Augusto Bressan Ferreira. #OI1157 bit.ly/3uJ5QtM
Teorias conspiratórias e por que elas importam. Por Camilo Aggio. #OI1157 bit.ly/3zYe5TK
A demissão do jornalista Alexandre Garcia tornou pública e chamou ao debate uma realidade existente no setor da informação no Brasil. Por Rui Martins. #OI1157 bit.ly/3us5siQ
O relatório final da CPI da Covid ainda não foi concluído, mas um resultado já é visível por todos: a bolha de silêncio que nos impedia de ver o que estava sendo tramado pelos negacionistas da pandemia simplesmente explodiu. Por Carlos Castilho. #OI1157 bit.ly/3kUhwXj
O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), não é o único governante no mundo negacionista em relação ao poder de contaminação e letalidade da Covid-19. Por Carlos Wagner. #OI1156 bit.ly/3kHInpk
Quanto mais rapidamente os jornalistas abandonarem as regras atuais sobre imparcialidade, mais efetiva poderá vir a ser a forma de abordar uma realidade, que a cada dia se mostra mais desafiadoramente complexa. Por Carlos Castilho #OI1156 bit.ly/2XMXJQk
Para muitos pode ter passado despercebido, mas a longa entrevista da veterana jornalista e apresentadora de TV Leda Nagle com o pastor Silas Malafaia circulou bastante nos meios evangélicos. Por Rui Martins. #OI1156 bit.ly/3kBVY1j
É importante discutir os atributos que tornam um fato “noticiável” (e outros, não) pelo fato de a mídia não ser neutra. Por Roger Ferreira. #OI1156 bit.ly/3u8YKhE
Nos últimos meses, chamou a minha atenção o número recorrente de matérias produzidas por veículos mainstream que não creditavam informações apuradas com exclusividade por sites jornalísticos independentes. Por Dairan Paul. #OI1155 bit.ly/3ELrr9p
Seu discurso na abertura da Assembleia Geral da ONU está mais para um comício pela reeleição, dirigido aos seus apoiadores desprovidos de informação e de crítica. Por Rui Martins. #OI1156 bit.ly/39vKMNv
A súbita mudança de “humor” da mídia no pós-7 de setembro. Por Denise Becker. #OI1155 bit.ly/3EBPiZ4
Os valentões bolsonários do bizarro ‘Clube Sem Opinião’. Por Luiz Cláudio Cunha. #OI1155 bit.ly/39m6Tpk
Qualquer pessoa que fez um curso de Comunicação Social ouviu uma lição fundamental: as palavras que usamos para construir nossas mensagens importam. Por Lucy Oliveira e Viviane Gonçalves Freitas. #OI1155 bit.ly/3nQvuvg
E se a carta de Bolsonaro pedindo desculpas ou perdão foi só encenação para durar algumas semanas? Por Rui Martins. #OI1155 bit.ly/3ExXidC
Imprensa fala do custo Bolsonaro sem explicar do que se trata. Por Carlos Wagner. #OI1155 bit.ly/3ExWmGf
Tal como temos visto por meio da imprensa mainstream, a condição da mulher afegã está no centro das preocupações do Ocidente e do Extremo-Ocidente. Por Jean-Jacques Kourliandsky. #OI1155 bit.ly/3lyxfu0
Um dos principais desafios para o jornalismo no que concerne à construção de confiança nas notícias não é hostilidade, mas indiferença. Por Camila Mont’Alverne. #OI1155 bit.ly/3hD67sC
Trata-se da incitação feita por muitos pastores evangélicos aos fiéis para participarem das manifestações golpistas contra democracia e STF. Por Rui Martins. #OI1154 bit.ly/3lpe99F
Houve um tempo em que o jornalismo via as plataformas de redes sociais com grande entusiasmo. Por Lívia de Souza Vieira. #OI1154 bit.ly/3k9M4Ug
O jornalismo vive um complexo dilema profissional e corporativo ao enfrentar a chamada estratégia da dúvida informativa, um recurso usado com frequência cada vez maior por grupos políticos em luta pelo poder na sociedade... Por Carlos Castilho. #OI1154 bit.ly/2VAsEhY
Nunca um sete de setembro ocupou tanto espaço na imprensa. Por Norma Couri. #OI1154 bit.ly/3C285uz
Por que manifestações que pedem o fechamento do Supremo Tribunal Federal ou do Congresso ou a instauração de uma ditadura abusam da liberdade de expressão e rompem com o jogo democrático? Por Vitor Blotta. #OI1154 bit.ly/3nlcggK
O importante é as letras grandes da manchete. Para letras pequenas que contextualizam o assunto poucos dão relevância. Por Carlos Wagner. #OI1154 bit.ly/38QY6f9
Só restou aos bolsonaristas enrolar ou dobrar suas faixas pedindo golpe, ditadura ou fechamento do STF, e retornar às suas casas com a ilusão de que o Conselho da República poderá fechar o STF. Por Rui Martins. #OI1154 bit.ly/3jUe6mC
As gazetas, rádios e emissoras de TV da França e de Navarra relataram e expuseram, desde a noite de 14 de agosto de 2021, imagens e testemunhos sobre o terremoto que abalou violentamente o sudoeste do Haiti. Por Jean-Jacques Kourliandsky. #OI1153 bit.ly/3DZTnGm
Este artigo analisa as campanhas de desinformação como propaganda no Brasil e na Hungria entre janeiro e julho de 2020. Por Graziela Ares, Leda Maria Caira Gitahy e Gabriela Villen. #OI1153 bit.ly/3tkoFCz
Estadão dá tiro no pé. Por Carlos Castilho. #OI1153 bit.ly/3h0Hg1N
A imprensa tem memória curta. Faz parte da história das redações de jornais esquecer os personagens que se envolvem em episódios polêmicos logo que eles se afastam e ficam fora dos holofotes. Por Carlos Wagner. #OI1153 bit.ly/3mZz85r
E agora, Jair? Ser preso, ser morto ou ser ditador? Por Rui Martins. #OI1153 bit.ly/2Vdz6LI
Embora fosse uma referência, já nos anos 1980, para todos os cursos de jornalismo do Brasil, a partir de seus livros, Nilson Lage não teve uma vida fácil na academia. Por Eduardo Meditsch. #OI1152 bit.ly/3jDvCeJ
O professor Nilson desenvolve essa categoria em sua primeira grande obra (“Ideologia e Técnica da Notícia), que iria influenciar, decisivamente, o entendimento de outro grande nome da teoria do jornalismo. Por Samuel Pantoja Lima. #OI1152 bit.ly/2VbrJ7G
Twiends™ uses the Twitter™ API, displays it's logo & trademarks, and is not endorsed or certified by them. These items remain the property of Twitter. We do not sell followers, we only provide display advertising. Bots & fake accounts are not permitted on twiends. © 2009
Grow Your Twitter Free
Want To Grow Your Twitter?
We help other people find and follow you on Twitter.
Key Info:
Started in 2009
Over 6 million signups
Country targeting provided
We never auto tweet to your timeline
We never auto follow others
We actively moderate our community
Please Share
Please upgrade your browser  chrome